Instituto estimula desenvolvimento de bebês por meio da música no PA

A música é uma das mais perfeitas formas de arte que existe. Pensando nisso, o Instituto CR - Centro de Artes da Amazônia, em Santarém, no oeste do Pará, desde de 2014 aposta na arte para ajudar no desenvolvimento cognitivo de bebês. De acodo com a coordenadora musical,  Monique Marinho, a insitituição foi pioneira no trabalho de musicalização para bebês de 8 meses a 3 anos no município.
As aulas acontecem uma vez por semana e tem a duração de 50 minutos. Os pequenos são acompanhados pelos pais, que interagem com eles, cantando, entoando a voz, vocalizando diversos sons e ainda ajudando o bebê a participar e sociabilizar. O bebês são recebidos com canções de boas vindas, cantigas de movimentos corporais de bate palmas e bate pés, ouvem contos sonoros, geralmente, com figuras ou instrumentos.
Ao entrar em contato com o mundo musical, o bebê começa a desenvolver e estimular os sentidos: ver, ouvir, cheirar, tocar, além de aprimorar a atenção e a memória, competências fundamentais para qualquer aprendizado. As crianças começam a ter um convívio mais interativo com outras crianças.
Durante as aulas a professora utiliza a chamada bandinha rítimica, com o uso de fantoches, bichinhos de pelúcia, chocalhos pequenos e leves, instrumentos, que podem variar em cada aula, tais como: gaita, pau de chuva, clavas, coquinho, sinos, sempre contextualizado às canções.
A advogada Ailana Macambira, de 26 anos, é mãe da pequena Eva, de apenas 2 aninhos e conta que descobriu as aulas de musicalização para bebês por meio de uma publicação numa rede social e resolveu levar a filha para assistir uma aula e acabaram adorando. "Foi muito bom a Eva ter participado dessas aulinhas, interagindo com os outros bebês, ela aprendeu a ter mais disciplina, a ser um pouco mais paciente. Nos dias que não tinha aula a gente ficava em casa ensaiando e ela cantava tudo direitinho. A melhor parte foi ver que cantar enriqueceu bastante o vocabulário dela e isso foi ótimo, é uma atividade enriquecedora".
Vários estudos confirmam a importância que a introdução músical tem para o bem estar dos bebês, isso desde quando ele ainda está no ventre da mãe. A música traz tranquilidade tanto pra mãe quanto o bebê. A pedagoda especialista em educação infantil, Cecília Escher reforça a ideia  de que a música  exerce um grande poder sobre as pessoas, em especial nas crianças, não só como forma de entretenimento, mas como uma aliada na educação, como por exemplo, a música desperta o foco e a concentração. A especialista destaca que a idade ideal para os bebês entrarem no universo musical é a partir dos quatros meses de vida. "A musicalização é elemento importante para o desenvolvimento cognitivo, linguístico, psicomotor e socioafetivo, além de estimular o lado intelectual e emocional do bebê", conclui.
A professora de música e coordenadora do Instituto CR, Monique Marinho,  ressalta que a música aproxima as pessoas. "A criança que vive em contato com a música, aprende a conviver melhor com as outras crianças e estabelece um meio de se comunicar muito mais harmonioso e também aprendem o alfabeto e conhecem diversos ritmos".
 
FONTE: G1 SANTARÉM
Instituto estimula desenvolvimento de bebês por meio da música no PA

Bebês acompanhados dos pais participam das aulas (Foto: Monique Marinho/Instituto CR/Divulgação)

VOLTAR